Educação

Aluno da Etec está de malas prontas para os EUA em projeto de intercâmbio



Aluno da Etec está de malas prontas para os EUA em projeto de intercâmbio

A poucos dias do embarque para sua primeira viagem internacional, o jovem estudante de 17 anos, Augusto Eredia Aiello Gazola, da ETEC – Armando José Farinazzo, falou com nossa reportagem e revelou que essa viagem era um desejo antigo. “Foi no começo do ano passado que comecei a planejar realmente a possibilidade de prestar para um programa de intercâmbio e, nesse início de ano, que conheci o ‘Jovens Embaixadores’ e participei do processo seletivo”.
Colecionador de dezenas de medalhas em Olimpíadas de Matemática, Física, Química e até Linguística, Augusto disse que sempre foi estudioso e o incentivo veio dos pais. “Sempre gostei de estudar, principalmente, as disciplinas de ciências exatas e meus pais me incentivaram desde criança.  Minha primeira medalha foi aos 12 anos de idade na Olimpíada de Matemática, quando estudava na Escola Estadual Armelindo Ferrari”, lembra. Entre as conquistas mais recentes, o jovem foi medalha de prata na Olimpíada de Química de São Paulo, no Instituto de Química, da Universidade de São Paulo.
Atualmente, Augusto se dedica integralmente aos estudos e sua formação. O jovem cursa o 3º ano do ensino médio itinerário formativo em ciências exatas e engenharias e do 3° módulo do curso técnico em Farmácia. “Ultimamente, estou terminando o curso técnico à noite, faço o ensino médio no período da manhã e à tarde participo do projeto social na escola. Não sobra muito tempo para outras atividades, mas sempre que posso gosto de jogar vôlei com meus amigos e sair para distrair a cabeça”.
Augusto foi aprovado no programa da Embaixada e do Governo Americano, “Jovens Embaixadores” e irá embarcar para um intercâmbio com duração de 15 dias nos Estados Unidos. “O programa terá duração de duas semanas. As principais atividades são relacionadas ao desenvolvimento de projetos, visitas à universidades, museus e pontos históricos. A primeira semana todos os alunos irão ficar em Washington e na segunda semana iremos formar três grupos e cada um seguirá para uma região. O meu grupo irá ficar em Chicago”.
Segundo o estudante o processo seletivo é bem complexo. “Desde o início teve análise de histórico escolar, análise de documentação, participação com algum projeto social por pelo menos seis meses, prova escrita e oral em inglês”. Sobre sua expectativa, Augusto conta que pretende trazer dessa viagem muito conhecimento e a experiência de conhecer uma cultura diferente e ter uma visão de mundo mais ampla.
O programa terá início nos próximos dias com uma viagem para São Paulo, onde o estudante irá se juntar aos outros 51 brasileiros que irão embarcar com ele. “Iremos ficar uma semana na capital, onde será realizada a preparação com as orientações sobre a viagem, passo a passo de como será o programa e como se portar na entrevista de visto. Só então depois iremos descobrir a data exata do embarque”, revela.
Empolgado com a viagem, Augusto, que sonha em cursar medicina na USP, manda um recado aos jovens: “Muitos alunos não se esforçam e não percebem as oportunidades que surgem. Para mim a educação é uma forma de abrir portas para oportunidades no futuro de cada um”, finaliza.