Economia

Auxílio Emergencial beneficia quase 30% da população de Fernandópolis



Auxílio Emergencial beneficia quase  30% da população de Fernandópolis

Criado às pressas para socorrer os novos desempregados e microempreendedores que tiveram suas atividades comerciais interrompidas por meio das medidas restritivas impostas pela pandemia do coronavírus, o Auxílio Emergencial tem ajudado a manter aquecida a sofrida economia dos pequenos municípios brasileiros. Em Fernandópolis, o auxilio já injetou na economia o montante de R$ 30,1 milhões até 7 de agosto. 
A previsão de que o programa pagaria três parcelas de R$ 600 aos beneficiados já caiu por terra, com o presidente Jair Bolsonaro anunciando o pagamento de mais duas parcelas aos inscritos no programa.
Salvo os imprevistos como a demora na aprovação do benefício, dificuldade para acessar o aplicativo Caixa Tem e emblemático calendário de pagamento que é dividido em duas etapas até o dinheiro ser depositado na conta pessoal do beneficiado, a verdade é que o socorro financeiro para desempregados, microempreendedores, contribuinte individual da Previdência Social e trabalhador informal de qualquer natureza, já injetou no período que compreende 9 de abril e 7 de agosto um total de R$ 30.105.600 na economia de Fernandópolis.
Durante o mês de abril, foram repassados R$ 8,6 milhões pelo programa emergencial criado pelo governo federal. Já em maio, o valor foi superior, em comparação com o mês anterior, com o repasse de R$ 11,03 milhões. A partir de então, os dois meses seguintes registraram quedas acentuadas no valor dos repasses feitos pela Caixa Econômica Federal para o programa. 
Em junho, foram repassados R$ 6,29 milhões. O menor valor repassado no decorrer dos quatro meses do Programa Auxílio Emergencial ocorreu em julho com crédito de R$ 4,17 milhões nas contas dos beneficiados. Os valores referentes ao mês de agosto ainda não foram divulgados pelo Portal da Transparência.
No decorrer dessa semana que compreende o período entre 2 à 8 de agosto, a Caixa Economia Federal realiza o pagamento de beneficiados dos lotes do 1 ao 5 referentes as parcelas 3 e 4 das 6 que serão pagas pelo governo federal. 
A previsão é de que com o acréscimo das duas parcelas confirmadas pelo governo federal e a adoção do novo calendário de pagamentos adotado pela Caixa, o último valor creditado na conta dos beneficiados deve ocorrer no mês de novembro. Vale ressaltar que as duas últimas parcelas serão pagas por meio de dois depósitos com valores diferentes cada, sendo o primeiro depositado no início de cada mês e o segundo, no término. 
Segundo dados divulgados pelo Portal da Transparência, 18.600 pessoas foram aprovadas em Fernandópolis para receber o Auxílio Emergencial em Fernandópolis, o que corresponde a 28,75% da população do município. Em média, o programa já pagou R$ 1.618,58 para cada beneficiado.

Mais de 3% da população recebe Bolsa Família

Mais de 3% da população recebe Bolsa Família

Apesar de menor número e com valor das parcelas de até R$ 1,2 mil por beneficiado, o Bolsa Família também aumentou o número de contemplados no município. Segundo dados do Portal da Transparência, 2.228 pessoas estão cadastradas no programa, o que corresponde a 3,44% da população do município. Até o mês de julho, o programa já injetou R$ 2.535.892,00 na economia de Fernandópolis.
A média dos valores pagos até julho é de R$ 1.138,19 por beneficiado, montante inferior em comparação com os valores recebidos pelos assistidos do Programa Auxílio Emergencial. Como está inserido no mesmo programa e adota o mesmo calendário de pagamentos, o Bolsa Família também terá o acréscimo de duas parcelas. O grande diferencial é que após a conclusão do pagamento das cinco parcelas previstas, o Bolsa Família terá continuidade com um valor ainda definido pela equipe econômica, porém, com nome de Renda Brasil, conforme foi divulgado pelo governo federal.