Saúde

Com chuvarada, intensificam-se as ações de combate à dengue



Com chuvarada, intensificam-se as ações de combate à dengue

A chuvarada dos últimos dias, levou a Vigilância Epidemiológica de Fernandópolis intensificar o combate ao mosquito aedes aegypti, transmissor da dengue. De acordo com o Painel de Monitoramento da dengue do Governo do Estado, a cidade estava com 148 casos positivos na manhã desta quarta-feira e tinha 162 casos em investigação. Fernandópolis tem um óbito por dengue sob investigação.

Segundo a Secretaria da Saúde, o trabalho contínuo e a busca ativa realizada pelos agentes de endemia têm garantido que os números de casos da doença estejam em níveis considerados baixos.

O setor de Combate à Dengue conta com 39 agentes de endemias que desenvolvem trabalhos de visitas percorrendo casa a casa, pontos estratégicos e imóveis especiais na busca por criadouros em locais com acúmulo de água, o que se torna frequente nos dias chuvosos.

Os agentes também orientam a população sobre a importância em manter seus quintais limpos e sem entulhos para que o mosquito não encontre espaços para se proliferar. Em casos necessários é feita a utilização de larvicidas e de produtos alternativos para a eliminação dos criadouros.

Nesta terça-feira, Catanduva registrou a segunda morte por dengue no ano. A região conta com 12 mortes por dengue. Votuporanga registrou três mortes e Catanduva duas. Outras sete mortes ocorreram em cidades diferentes.

Quadro da dengue em Fernandópolis: sob controle, diz a Vigilância