Saúde

Covid-19 já matou 208 profissionais de enfermagem no Brasil



Covid-19 já matou 208 profissionais de enfermagem no Brasil
Foto:Cofen

O Cofen - Conselho Federal de Enfermagem – já contabilizou, entre casos positivos e suspeitos, mais de 23 mil afastamentos desde o início da crise sanitária. A estatística negativa é que a covid-19 já matou 208 profissionais de enfermagem, entre enfermeiros, técnicos e auxiliares, desde o início da pandemia do novo coronavírus. A informação foi confirmada pelo Cofen nesta terça-feira, 7, por meio do observatório criado pela instituição. De acordo com o conselho, há outros 32 óbitos em investigação epidemiológica. 

Desde o dia 20 de março, quando foi notificado o primeiro caso entre os profissionais da categoria, até esta terça, pelo menos 9.151 pessoas já foram diagnosticadas com a doença sistêmica.  Além disso, 11.976 casos suspeitos foram registrados pela instituição. Apenas 1.737 já foram descartados após realização de exames RT-PCR —considerado pelas autoridades de saúde como o melhor método. Com isso, entre os casos positivos e os suspeitos, ao menos 23.485 precisaram se afastar das atividades durante a crise sanitária. 

O Rio de Janeiro é o mais afetado entre os trabalhadores que atuam no combate à covid-19. O estado acumula 34 mortes e 1.664 infectados. São Paulo, em segundo lugar, tem 34 vítimas fatais e 1.251 contaminados. O estado de Mato Grosso do Sul segue com os menores indicadores. O estado registra 2 óbitos e 43 casos confirmados da doença provocada pelo novo coronavírus.