Geral

DER abre concorrência para volta dos radares na Euclides da Cunha



DER abre concorrência para volta  dos radares na Euclides da Cunha
Radares na Euclides da Cunha vão retornar. DER abriu concorrência

A concorrência para reinstalação de radares na Rodovia Euclides da Cunha, que faz parte do lote 9, terá abertura das propostas na manhã desta quinta-feira, 14, em São Paulo. No total são 13 lotes que prevê a instalação de 207 radares fixos, 48 redutores de velocidade e 9 painéis de informações eletrônicas em rodovias operadas pelo DER no Estado. O valor total da concorrência é de R$ 326 milhões.

A concorrência destina-se a contratação de empresas para fornecimento, instalação e manutenção de equipamentos de fiscalização eletrônica de excesso de velocidade com imagem do veículo, monitoramento do tráfego e relatório estatístico de tráfego

De acordo com o edital, o lote 9, que engloba a nossa região, tem  previsão de instalação de 18 radares, a maior parte deles na SP-320, Rodovia Euclides da Cunha,  ao longo de 186 km, entre Mirassol e a Ponte Rodoferroviária sobre o Rio Paraná.

Os radares instalados na rodovia desde 2014, foram retirados em janeiro por conta do vencimento do contrato com a empresa que operava o sistema.

Os radares serão instalados praticamente nos mesmos pontos dos anteriores. Em Fernandópolis, serão três equipamentos; dois embaixo do viaduto Dr. José Affonso Albuquerque no KM 551+650 (Avenida Expedicionários) para fiscalização das pistas leste (sentido Rio Preto) e oeste (sentido Jales). O outro equipamento, com fiscalização dos veículos que transitam pela pista leste ficará no km 556+900 (junto o viaduto Horácio Beata).

Os demais aparelhos serão instalados em Tanabi, Votuporanga, Cosmorama, Jales e Santa Fé do Sul. O edital também prevê ainda outros dois radares nas rodovias Percy Waldir Semeghini (SP 543) e outro na Jarbas de Morais  (SP 561), no trecho inicial em Fernandópolis e Jales, respectivamente.

Quando estavam em operação, os radares flagravam em média 50 mil motoristas por ano transitando em excesso de velocidade pela rodovia. Hoje a fiscalização está sendo feita pela Polícia Rodoviária Estadual com radares móveis.