Saúde

Dia do Orgulho Autista é marcado por encontros, palestras e caminhada de conscientização



Dia do Orgulho Autista é marcado por encontros, palestras e caminhada de conscientização

Hoje, 18, é celebrado o ‘Dia do Orgulho Autista’, que foi instituído em 2005 com o objetivo de esclarecer a sociedade sobre as características únicas das pessoas diagnosticadas com algum grau do Transtorno do Espectro Autista (TEA) e normalizar a neurodiversidade, ou seja, o reconhecimento de que o funcionamento cerebral de algumas pessoas é diferente do que é considerado típico.
Para marcar a data, foram realizadas essa semana ações educativas promovidas pelo projeto “Luz Azul”, que realiza um trabalho de sensibilização, capacitação e respeito às pessoas e famílias que estão dentro do TEA. A programação teve início na quarta-feira, 14, com um encontro entre coordenadoras, professoras, representantes das escolas do município, convidados da região e representantes da Liga Acadêmica de Autismo da Medicina da Universidade Brasil. Na ocasião foram abordados temas relacionados a inclusão escolar, potencialidades e aptidões dos autistas, bem como os direitos das pessoas no TEA.
No mesmo dia, também foi realizado no auditório da Prefeitura de Fernandópolis, uma palestra sobre os ‘Direitos dos Autistas e das Famílias no TEA’, ministrada pela coordenadora do projeto Ana Albuquerque. “O objetivo dessas ações é levar informação à população para reduzir a discriminação e o preconceito contra os indivíduos que apresentam o Transtorno do Espectro Autista, focando especialmente nesta data tão importante que comemoramos em junho e completando um ano do nosso projeto em Fernandópolis”, disse a coordenadora.
CAMINHADA
Outro evento importante é a “Caminhada do orgulho autista”, que será realizada hoje, às 07h30, na cidade de Jales, e promete mobilizar familiares, autistas e profissionais que atuam na área de toda a região. A concentração será na praça Euphly Jalles (praça da fonte) com destino à praça João Mariano de Freitas (praça do Jacaré).
Cássia Higashi Jardim Tanios, mãe de autista e idealizadora da caminhada, ressalta que “É um momento para celebrar a neurodiversidade, não se trata de comemorar as dificuldades que passamos nem de romantizar o esforço que nos é exigido. É o dia de celebrar a evolução e o orgulho que temos dos nossos filhos autistas”.
Segundo a organização do evento, a expectativa é que a caminhada reúna não apenas autistas, seus familiares e amigos, mas também, aqueles que abraçam a causa e têm a consciência de que uma sociedade realmente justa é aquela que abraça e valoriza as diferenças.