Geral

Escola Sesi distribui 1,2 mil refeições diariamente para comunidades carentes



Escola Sesi distribui 1,2 mil refeições  diariamente para comunidades carentes

Em tempos de crise, entidades se unem para oferecer alimentos para quem tanto precisa. O SESI-SP se uniu com quatro entidades de Fernandópolis para oferecer refeições às comunidades carentes em seis bairros da cidade. Na unidade de Fernandópolis, por exemplo, 1.200 refeições são feitas e distribuídas de segunda a sábado. No cardápio, arroz, feijão, proteína e legumes. Uma refeição gostosa, farta e nutritiva servida gratuitamente para quem mais precisa. 
"Muita gente perdendo o emprego, trabalhadores informais não podendo trabalhar por conta da quarentena, isso faz com que muita gente passe necessidades, então, esta ação vem com o objetivo de levar comida para quem mais necessita neste momento”, disse o diretor regional, Marcos Kapp. 
A entrega das refeições para as comunidades é realizada por meio de ONGs, igrejas e projetos sociais locais. Os diretores das unidades do Sesi levantaram junto aos municípios os contatos que possuem capacidade de logística, pois a retirada e a entrega das refeições às comunidades carentes são de responsabilidade dos parceiros.
“Antecipamos as férias de julho para o mês de abril, imaginando que, em maio, as aulas poderiam voltar ao normal. A quarentena teve que continuar, nossas aulas estão sendo online, porém alguns colaboradores não conseguem desempenhar suas funções home office. Então, vendo tanta gente passando necessidades, resolvemos ajudar com nossa equipe de cozinha, nossos inspetores de alunos, equipe do administrativo e estagiários”, acrescentou Kapp.
Em Fernandópolis, quatro instituições fazem a retirada das refeições feitas pela Escola Sesi para que o trabalho de distribuição possa ser realizado. A Paróquia Santo Expedito, localizada no Residencial Hilda Helena é uma delas. Nos bairros Parque Industrial II, São Francisco, Santo Antônio e Redentor a distribuição é feita pelo Projeto Sonhia. Já o projeto, Os Sonhadores, faz a distribuição no bairro Brasilândia. A Apadaf –Associação de Pais e Amigos dos Deficientes Auditivos - faz a distribuição destinada aos assistidos pela entidade. Por meio da iniciativa, deficiente e cada membro da família dele recebem uma refeição diariamente. 
As refeições são produzidas nas cozinhas das escolas do Sesi pela equipe de nutrição escolar e a montagem das refeições conta com a ajuda de colaboradores do Sesi de diversos setores. Ao todo, cerca de 200 profissionais trabalham para a entrega das refeições.
“É impressionante o carinho, a dedicação e a motivação que nossos colaboradores estão desempenhando nessa ação, que tem como objetivo levar comida aos que mais precisam. Com isso, fortalecemos nossos laços de união e companheirismo, e levaremos este sentimento de time no pós-pandemia, com certeza”, concluiu Kapp.
Segundo o Sesi, a iniciativa irá até o final do mês de maio. No total, em todo os Estado de São Paulo serão distribuídas cerca de quatro milhões de refeições para as comunidades carentes.