Polícia

Furtos e roubos em queda; tráfico ainda é um desafio



Furtos e roubos em queda; tráfico ainda é um desafio

O balanço divulgado no final do mês de janeiro pela Secretaria Estadual da Segurança Pública mostra que, se de um lado Fernandópolis conseguiu reduzir os índices de furtos e roubos nos últimos anos, de outro, revela que a luta contra as drogas virou uma espécie de operação “enxuga gelo”.
Os dados de 2019 foram divulgados no início da semana. No caso de furtos, por exemplo, os números coletados revelam que a cidade saiu de 938 ocorrências em 2016, para 538 casos no ano passado, uma redução de 42,6%. Nas ocorrências de furto de veículos, comparando o total de casos em 2016 (124) e o de 2019 (30), a queda foi maior 75%. Redução também dos casos de roubo (com uso de violência ou grave ameaça contra a vítima), 87 (2016) e 20 (2019), menos 77%. 
Os outros tipos de ocorrência variaram para baixo ou para cima (veja quadro).
Mas, o que chama atenção são os casos envolvendo porte e tráfico de drogas que compõem outra planilha divulgada pela Secretaria da Segurança Pública. Nela se observa que as ocorrências de tráfico de drogas se mantém com pequena variação entre um ano e outro: 2.588 casos (2019), 2.261(2018), 2.245 (2017), 2.137 (2016) e 2.480 (20155). Situação semelhante ocorre no porte de entorpecente: foram 1.010 (2019), 1.134 (2018), 1.204 (2017), 2.137 (2016) E 2.480 (2015). 
Apesar dos números, Fernandópolis figura entre as 30 cidades onde a população tem menor potencial de exposição à violência.