Geral

Juiz recebe denúncia contra assassinos de Célio Busato



Juiz recebe denúncia contra assassinos de Célio Busato

O juiz da 2ª Vara criminal de Fernandópolis, Vinicius Castrequini Bufulin, recebeu a denúncia do Ministério Público contra Luis Henrique Bueno de Aguiar, Gabriel Henrique de Andrade e Gabriel Felipe Palhão pelo assassinato do comerciante Célio Busato durante um assalto a sua padaria em janeiro deste ano. Além dos três, um menor de idade também teria participado do crime, mas foi qualificado apenas como testemunha no processo. 
Luis Henrique, Gabriel Henrique e Gabriel Felipe foram incursos no artigo 157 do código penal (roubo seguido de morte), além de diversas qualificadoras e da acusação de corrupção de menores.  Se condenados, eles podem pegar até 30 anos de prisão. 
A audiência de instrução foi marcada para o dia 11 de maio, sendo que, pelo menos cinco testemunhas já foram arroladas e serão ouvidas pelo juiz. 
De acordo com a denúncia, Luis Henrique teria sido o autor do disparo que matou o comerciante. 
O CRIME 
O dia 30 de janeiro de 2017, seria mais um dia normal na vida do comerciante Célio Busato dos Santos Junior, 52 anos, casado, pai de dois filhos. Ele cumpria sua rotina. Levantou-se de madrugada, trabalhou o dia todo e quando a noite chegava já se preparava para fechar sua padaria, na Avenida Amadeu Bizelli, esquina com a Rua Minas Gerais, no centro da cidade, quando foi atender o último cliente. 
Nesse momento, dois rapazes, de capacete, entram no estabelecimento e anunciam o assalto. Enquanto um mantinha o comerciante sob a mira de revolver, outro foi ao caixa. Um movimento mais brusco do Célio, o tiro fatal. Os ladrões fugiram do estabelecimento. 
Toda a cena do crime foi filmada pelas câmeras que Célio mandou instalar no estabelecimento, cansado da violência. Ele já havia sido assaltado outras vezes.