Geral

Justiça marca julgamento de acusada do golpe “boa noite, Cinderela” que resultou na morte de idoso



Justiça marca julgamento de acusada do golpe “boa noite, Cinderela” que resultou na morte de idoso
Acusada foi presa pela DIG de Fernandópolis no dia 8 de novembro de 2023

Está marcado para quarta-feira, 12 de junho, às 15 horas, no Fórum da Comarca de Fernandópolis a audiência telepresencial de instrução, debates e julgamento da mulher acusada de praticar o golpe “boa noite, cinderela” que resultou na morte de idoso em Fernandópolis. A data foi marcada pelo juiz da 1ª Vara Criminal Eduardo Luiz de Abreu Costa.

A ré Marisa Alves da Silva, 51 anos, está presa desde 8 de novembro de 2023 na Penitenciária Feminina de Tupi Paulista. O caso inicialmente tratado como roubo, foi agravado pela ocorrência da morte da vítima José Roldão da Silva, de 91 anos  após período de internação no Hospital de Base de São José do Rio Preto.

O CASO

O crime ocorreu em 20 de outubro em Fernandópolis. De acordo com a investigação da Polícia,  Marisa aplicou o golpe conhecido como “boa noite, cinderela”. Ela drogou o idoso, de 91 anos, que foi encontrado desacordado no dia seguinte por familiares sendo socorrido à Santa Casa de Fernandópolis. Exames apontaram que houve intoxicação exógena por clonazepan. O caso foi investigado pela DIG - Delegacia de Investigações Gerais - sob o comando do delegado Rafael Buosi.

De acordo com a denúncia, o idoso foi abordado pela acusada e dali foram para a casa dele no bairro Higienópolis em Fernandópolis, onde ela colocou a droga na bebida alcoólica.  Após a vítima desfalecer, ela aproveitou para roubar R$ 1,3 mil em dinheiro, utensílios domésticos e uma corrente de ouro com pingente com as iniciais do idoso.

Na busca domiciliar realizada em sua residência, a Polícia encontrou objetos e parte do dinheiro roubado, assim como apreendido o medicamento usado para dopar a vítima.

Em momentos de lucidez, ainda na internação na Santa Casa, o idoso reconheceu a mulher que levou para casa. Com o agravamento do estado geral de saúde, o idoso foi intubado e transferido para o Hospital de Base de Rio Preto onde veio a óbito no dia 1º de dezembro. 

A mulher, presa no dia 8 de novembro com a mesma roupa que usava quando da abordagem ao idoso, aguarda o julgamento na prisão.