Política

Maíza assume presidência do PSDB e diz que vai atuar para pacificar tucanos



Maíza assume presidência do PSDB e  diz que vai atuar para pacificar tucanos

"É hora de diálogo, ponderação e serenidade para buscar o entendimento visando fortalecer o partido. Já iniciamos conversações e temos muito a conversar. É hora de unir para fortalecer”. Foi o que disse a nova presidente da Comissão Provisória do PSDB, vereadora Maiza Rio, na primeira entrevista que concedeu à Rádio Difusora e CIDADÃO na manhã desta sexta-feira, 17, após assumir o posto.
Ela revelou ter ficado surpresa com a decisão da Executiva Estadual em colocar seu nome como presidente pelo fato de ser a vereadora mais votada e pelo histórico com o PSDB. “Não tinha essa pretensão. Num primeiro momento recusei o convite, mas depois ouvindo as ponderações, decide aceitar o desafio”, afirmou.
A decisão da Executiva Estadual do PSDB foi tomada na terça-feira, 14, após reunião virtual. Na quinta-feira, o partido emitiu nota resumida sobre a decisão. 
“Em reunião virtual realizada na última terça-feira, 14/07, a Comissão Executiva Estadual do PSDB-SP decidiu nomear a vereadora Maíza Rio como presidente da comissão provisória do Diretório Municipal de Fernandópolis. Na ocasião, o vereador João Pedro Siqueira se apresentou como pré-candidato a prefeito nas eleições municipais deste ano”, diz a nota.
Desde março o PSDB vem enfrentando conflitos internos desde a destituição da comissão provisória presidida por Flávia Resende. Na decisão, Executiva Estadual nomeou uma comissão interventora sob a presidência do assessor da deputada Analice Fernandes, Neuclair Félix.
Recentemente o vereador João Pedro da Silva Siqueira, que se filiou ao partido, anunciou sua pré-candidatura a prefeito, após a desistência de José Carlos Zambon. Nesta sexta-feira, 17, João Pedro voltou a reafirmar sua pré-candidatura e rechaçou as críticas que vem recebendo da ala mais antiga do partido. “Estou sendo julgado por quem não conhece meu passado”, disse. Em outro momento, reafirmou sua posição: 
“Sou filiado e tenho direito de colocar meu nome como pré-candidato. Não tem essa de cacique. Sou pré-candidato, quer eles queiram ou não. Se tem mais alguém que deseja ser candidato que lance seu nome e venha disputar a convenção. A Comissão Provisória é quem vai definir se o PSDB terá candidato a prefeito ou a vice”, afirmou. 
A Comissão Provisória aprovada pela Executiva Estadual não tem os nomes de tucanos que fazem parte do governo de André Pessuto, casos dos secretários Paulo Boaventura (Comunicação), Iraci Pinoti (Cultura) e Ivan Pedro Martins Veronesi (Saúde) que estavam na comissão interventora nomeada em março.  A nova Provisória ficou assim constituída: Presidente: Maíza Rio; Tesoureiro: João Pedro Siqueira; Secretário: Neuclair Félix; Membros: Marcos Mazetti, Shirley Garcia Bordignon Uliana, Nelson Félix Nascimento e Francisco Ferreira de Souza (maestro Thito).
Em meio a polêmica que causa alvoroço no ninho tucano, João Pedro diz que já está conversando com outros partidos e citou conversa inicial com Avenor Bim e Kiko Bim (PSD), e garantiu que vai procurar outros pré-candidatos a prefeito. 
A chamada ala tradicional do PSDB diz que aguarda a comunicação oficial do partido para anunciar posição.