Religião

Médico que sonha em ser padre faz seminário e atua na Paróquia Santa Rita de Cássia



Médico que sonha em ser padre faz seminário e atua na Paróquia Santa Rita de Cássia

Durante uma visita essa semana ao estúdio da rádio Difusora FM e entrevista para o programa Rotativa no Ar, o médico e seminarista Diego Dovídio dos Santos, de 32 anos, falou de sua trajetória e, em especial, da profissão e o sonho de se tornar padre.
Natural da cidade de Urânia, região de Jales, Diego revela que desde pequeno sentiu esse chamado de Deus. “Desde pequeno esse chamado já tocava meu coração, mas senti primeiro o chamado da medicina, do qual conclui o curso, mas sempre pensando no chamado da vida religiosa. Fiz minha especialização em pediatria e agora consigo conciliar minha vida entre o estudo e também trabalho aqui em Fernandópolis”.
Na entrevista, o médico também explicou o que faz um seminarista e como é a sua rotina. “Seminarista é aquele que se prepara para ser padre, nesse período formativo nós ficamos na igreja e realizamos estudos de filosofia, teologia e, além dos estudos, também tem a parte pastoral, que é o que nós fazemos nas paróquias aos finais de semana. Estudamos durante a semana em São José do Rio Preto e nos finais de semana cada seminarista vai para uma paróquia na região para participar com o padre, a comunidade, enfim, desenvolver seus estudos e sua parte prática”. 
Como o seminarista pertence à Diocese de Jales, ele está designado à Paróquia Santa Rita de Cássia, em Fernandópolis, onde também atua como médico. “Consigo conciliar e na sexta-feira à tarde quando venho a Fernandópolis atuo como pediatra na Unidade de Saúde do bairro Ipanema ao lado dos alunos da Universidade Brasil. O seminário não é uma missão fácil, mas a gente confia na graça de Deus e com ele a gente consegue superar. Consigo me dedicar aos estudos, ao trabalho e à paróquia. Vejo que cada vez mais Deus vai fortalecendo minha vida e a minha vocação”.
O médico possui uma relação muito especial com Fernandópolis. “Fernandópolis é para mim uma cidade especial. Meu primeiro plantão como médico formado foi aqui na Santa Casa, então já tenho esse carinho e essa ligação com a cidade. Ainda mais agora, minha primeira paróquia que estou trabalhando fora da minha cidade de origem. Sou muito feliz e estou muito feliz”.
Além do seminário e da atuação como médico, Diego também se dedica às missões humanitárias da Univida - Associação Humanitária de Universitários em Defesa da Vida. “Desde que me formei, já nesse espírito de estar a serviço e participando desta ação humanitária todos os anos e de uma maneira especial ajudando o padre Eduardo Lima. São jovens, voluntários, universitários e profissionais que dedicam uma semana de suas vidas nesses atendimentos aos irmãos indígenas”.
Como médico e seminarista, Diego também possui um importante papel junto à Pastoral da Criança, onde participa como assessor diocesano junto com a equipe de coordenação que acompanha as paróquias que tem a pastoral. “Acompanhamos os líderes e também difundimos para que mais crianças tenham vida e vida em abundância. Além de acompanhar as crianças, também acompanhamos as gestantes, pois somos resultados da vida que tivemos com a nossa mãe”.
Sobre seu futuro, o seminarista revela: “Estamos caminhando em busca de nosso ideal e nosso sonho. É isso que faz sentido em nossa vida. Temos que batalhar e lutar pelos nossos sonhos em sintonia com os sonhos de Deus, aquilo que ele tem sonhado na nossa vida. É isso que tenho feito. Acolhido o chamado de Deus, acolhendo os sonhos de Deus e lutando pelos meus sonhos pra gente se realizar”, finalizou.