Polícia

Operação prende suspeitos de envolvimento em fraude milionária em cartório da região



Operação prende suspeitos de envolvimento em fraude milionária em cartório da região
Foto; jornal A Cidade - Votuporanga

O Gaeco - Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado -, com o apoio da Polícia Militar e da Polícia Civil de Votuporanga, deflagrou a Operação Eclesiastes 5:10. A ação teve como objetivo cumprir cinco mandados de prisão preventiva e sete de busca e apreensão contra ex-funcionários do 1º Cartório de Notas e Protestos de Votuporanga, suspeitos de envolvimento em um esquema de fraude milionária.

De acordo com o apurado, as investigações revelaram que o então interventor do cartório, nomeado em abril de 2020, junto com outros escreventes, formou uma organização criminosa dentro do tabelionato. O grupo, supostamente, superfaturava as custas e emolumentos cobrados dos clientes, enriquecendo-se ilicitamente às custas do erário e dos usuários do cartório.

O esquema teria funcionado por pelo menos quatro anos, desde a nomeação do interventor até recentemente, quando ele foi substituído. A cifra arrecadada ainda não foi totalmente apurada, pois depende de uma perícia contábil, mas estima-se que o valor seja milionário.

Entre as vítimas do esquema estão pessoas em situação de vulnerabilidade, como famílias que procuraram o cartório para realizar inventários de parentes recém-falecidos. Em momentos de fragilidade emocional, muitas vezes eram exigidos valores exorbitantes para a realização dos atos notariais. Uma família chegou a ser lesada em mais de R$ 60 mil. Algumas vítimas precisaram pedir dinheiro emprestado para pagar as taxas e emolumentos.

Eclesiastes

Nem mesmo a igreja local foi poupada, suportando um prejuízo de cerca de R$ 14 mil. O nome da operação – Eclesiastes 5:10 – faz alusão à ganância desenfreada do grupo, conforme o versículo bíblico que afirma: "Quem ama o dinheiro jamais dele se farta; e quem ama a abundância nunca se farta da renda; também isto é vaidade." (Com informações do jornal A Cidade – Votuporanga)