Economia

Pedidos de seguro-desemprego caem pelo terceiro mês em Fernandópolis



Pedidos de seguro-desemprego caem pelo terceiro mês em Fernandópolis

Pelo terceiro mês seguido, Fernandópolis dá sinais de recuperação de empregos formais, após as demissões em massa ocorridas a partir do início da pandemia do coronavírus em abril. Os números do Caged – Cadastro Geral de Empregados e desempregados – já indicavam essa recuperação, também confirmada pela queda no número de pedidos de seguro-desemprego.

No último mês de setembro, o número de pedidos foi 26,5% menor na comparação com setembro do ano passado, quando não havia pandemia. Na comparação com agosto, também houve queda de 10%. Aliás, setembro 2020 apresentou o segundo menor índice de requerimentos do benefício dos últimos 20 meses, perdendo apenas para março deste ano com 194 pedidos (veja quadro).

No trimestre abril, maio e junho, meses impactados pela pandemia, os pedidos de seguro-desemprego aumentaram 23,2%. Entre janeiro e março, foram formalizados 766 pedidos. No trimestre seguinte, abril a maio, pulou para 998, caindo no trimestre julho, agosto e setembro, para 653 pedidos.

Comparando o período de abril a setembro, sob o efeito da pandemia, o número de requerimentos de seguro desemprego em Fernandópolis foi de 1.651, contra 1.492, em igual período do ano passado. Isso representa um aumento de pedidos este ano, da ordem de 10%.

A pandemia também mudou a forma de solicitação do seguro-desemprego. Antes da pandemia, a maioria dos pedidos era feita de maneira presencial no PAT – Posto de Atendimento ao Trabalhador. A partir de abril, a maioria dos pedidos foi pela Web. Entre abril e setembro, foram formalizados 1.651 pedidos e 915 foram pela internet, ou seja, 55.4%. Antes da pandemia, 92% dos pedidos eram formulados de forma presencial.

O seguro-desemprego é pago ao trabalhador que perdeu emprego formal sem justa causa, inclusive dispensa indireta. Ele é pago de três a cinco parcelas de forma contínua ou alternada, de acordo com o tempo trabalhado. Também tem direito ao seguro, o pescador profissional durante o período defeso (piracema).