Política

Projeto do novo Distrito Empresarial deve ser votado nesta terça



Projeto do novo Distrito Empresarial deve ser votado nesta terça

O projeto que trata da regulamentação dos lotes que comporão o Distrito Empresarial VI de Fernandópolis até estava na pauta da sessão extraordinária da última terça-feira, mas teve votação adiada para a próxima sessão, dia 1º, já que os vereadores aguardam informações complementares.

O projeto regulamenta a distribuição dos 45 lotes empresariais que ocupam área de 251,5 mil metros quadrados. Os lotes serão alienados com toda a infraestrutura necessária e o beneficiário pagará apenas as melhorias incidentes na área (guias e sarjetas, galerias e pavimentação asfáltica).

Já foram finalizadas as obras de pavimentação, galerias, água e esgoto. Falta a conclusão da estação elevatória e a instalação das caixas d´água para abastecimento das empresas, que é de responsabilidade da Sabesp. A iluminação pública está em fase de implantação. O processo de desmembramento dos lotes também já foi concluída junto ao Cartório de Registro de Imóveis.

Na sessão extraordinária, os vereadores aprovaram projeto de suplementação de verbas de R$ 13,9 milhões para contabilização das folhas de pagamento Novembro/Dezembro e 13° salário dos servidores públicos municipais.

Dos 13 parlamentares que compõem a bancada da casa, apenas nove participaram da sessão. Entre os ausentes, o presidente Ademir de Almeida que testou positivo para a Covid-19 na semana passada e a vereadora Neide Garcia que apresentou alguns sintomas da doença e está com o marido, João Luiz Garcia Gomes, também com teste positivo de Covid. Ausentes ainda os vereadores Cidinho do Paraiso e Maiza Rio.