Geral

Projeto Girassol faz atendimento remoto para manter vínculos



Projeto Girassol faz atendimento remoto para manter vínculos

Em tempos de pandemia do coronavírus, o Projeto Girassol  desenvolvido em parceria entre a Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania e o Núcleo Espírita Dr. Adolfo Bezerra de Menezes  vem realizando o SCFV - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos - para crianças e adolescentes de 6 a 15 anos de idade referenciados no CRAS Nova Era.

De caráter preventivo, as ações do SCFV são realizadas em grupos e são planejadas com a finalidade de fortalecer os vínculos familiares e comunitários por meio de intervenções sociais, e ainda desenvolver capacidades nos usuários, gerando autonomia e protagonismo através da troca de experiências e integração entre os participantes do grupo.

Desde fevereiro as atividades atividades são voltadas a diferentes temas como “Prevenção da Gravidez na Adolescência”, “Trabalho em Equipe” e também “Regras de Convivência”. Na primeira quinzena do mês de março o tema abordado foi “Atos Infracionais”, onde houve a parcerias com o educador Francisco Bacelo para palestra e membros do Conselho Tutelar de Fernandópolis para explanação do assunto.

Desde a segunda quinzena do mês de março, devido ao Decreto Municipal que adota medidas temporárias e emergenciais de prevenção de contágio pela Covid-19, as atividades coletivas foram suspensas por tempo indeterminado, mas devido a necessidade da continuidade da realização do serviço socioassistencial, a equipe de trabalho, sob orientações do Poder Público, readaptou as ações por meio de atividades remotas com vídeos criados pela própria equipe e divulgados nas redes sociais da entidade, através do acompanhamento dos usuários via telefone ou por aplicativos de mensagens para realização de orientações e informações referentes à prevenção e enfrentamento da Covid-19.

“É de fundamental importância neste período de pandemia que estamos vivendo atualmente, mantermos o foco e todo contato possível com as famílias de nossos usuários, tanto para a realização de orientações para o enfrentamento e prevenção do Covid-19, quanto para acompanhar a convivência familiar entre eles com o intuito de garantir a proteção e defesa dos direitos dessas crianças e adolescentes”, destacou a coordenadora da entidade, Luana Rilko.

Os atendimentos presenciais individualizados para orientações são realizados em casos de extrema urgência em ambiente higienizado, arejado e limpo, com a disponibilização de álcool em gel e sabonete para higienização das mãos.