Esporte

Taekwondo aposta em desempenho nos Jogos Olímpicos por maior visibilidade



Taekwondo aposta em desempenho nos Jogos Olímpicos por maior visibilidade

Os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro encerraram com chave de ouro para o Taekwondo Brasileiro. Maicon Andrade fez história e, no último dia de competição da modalidade, tornou-se o primeiro homem a conquistar a medalha olímpica no Taekwondo nacional. O desempenho nos Jogos Olímpicos deixa como legado a maior visibilidade que o esporte irá ganhar.
O técnico de Taekwondo de Fernandópolis, Manoel Mantovani,  que comanda ao lado da professora Carmem Denise a Academia 13 GYM localizada na Avenida dos Arnaldos, 3765, bairro Antonia Franco, zona sul da cidade, aposta nesse legado. Segundo ele, a conquista abre a perspectiva de maior procura pelo esporte por parte de jovens e adultos com a possibilidade de revelação de novos talentos. O técnico lembra ainda que o Taekwondo é “filosofia de vida, pois além de trabalhar o corpo físico, estimula o desenvolvimento ético, inclusive porque o esporte trata da defesa pessoal”. 
Entre as revelações do Taekwondo fernandopolense está o atleta Victor Terhorst Nunes, de 14 anos. Ele disputou o primeiro torneio regional em Votuporanga no Campeonato Cavalin de Taekwondo no final de semana. 
Faixa amarela, 63 quilos, Victor que treina há dois anos na Academia, obteve excelente desempenho, conquistando medalha de prata, mas muito próximo de conquistar ouro, abrindo possibilidade de conquistas nas próximas competições. Ele está otimista e se dedica cada vez mais aos treinos. 
O TAEKWONDO
De origem coreana, Taekwondo significa “a arte de usar os pés e as mãos na luta”. Há mais de dois mil anos, o rei Ching Heung, da 24ª dinastia Silla, formou uma tropa de elite com guerreiros especialistas em combates corporais. 
No Brasil, a modalidade foi introduzida em 1970, com a chegada do mestre Song Min Cho a São Paulo. O primeiro Campeonato Brasileiro aconteceu em 1973. Nas Olimpíadas de Seul (1988) e de Barcelona (1992), participou como esporte de exibição. Ficou ausente dos Jogos de Atlanta-1996 e retornou em Sydney-2000, quando foi incluído no programa olímpico e passou a valer medalhas.