Saúde

Vacina contra o HPV passa a ser aplicada em dose única



Vacina contra o HPV passa a ser aplicada em dose única

A vacina contra o HPV, um vírus associado a mais de 90% dos casos de câncer de colo do útero, será aplicada em dose única no Sistema Único de Saúde (SUS).

Por meio de Nota Técnica do Ministério da Saúde, a decisão pela mudança tem como objetivo aumentar a adesão à imunização e ampliar a cobertura vacinal.

O novo modelo de imunização substitui as duas aplicações que faziam parte do esquema vacinal adotado anteriormente e atende às recomendações mais recentes da Organização Mundial da Saúde e da Organização Pan-Americana da Saúde.

De acordo com o Ministério da Saúde, o público-alvo continua sendo formado por meninas e meninos de 9 a 14 anos, visando protegê-los antes da exposição ao vírus. 

O grupo prioritário também inclui pessoas com imunocomprometimento, vítimas de violência sexual e outras condições específicas, conforme disposição do Programa Nacional de Imunizações, podendo receber a vacina até os 45 anos.

QUEM PODE TOMAR A VACINA

- Meninas e meninos de 9 a 14 anos

- Pessoas de 9 a 45 anos em condições clínicas especiais, como as que vivem com HIV/Aids, transplantados de órgãos sólidos ou medula óssea e pacientes oncológicos (imunossuprimidos)

- Vítimas de abuso sexual

- Pessoas portadoras de papilomatose respiratória recorrente (PPR)