Meio Ambiente

Verão se despede com chuva acima da média em Fernandópolis



Verão se despede com chuva acima da média em Fernandópolis

O verão termina na segunda-feira, 20, às 18h25, e já ocupa o ranking dos cinco mais chuvosos desde 2014. O acumulado no período entre 21 de dezembro até ontem, 17, atingiu a marca de 706,7 mm. No ano passado o período do verão acumulou chuva de 715,29 mm. 
Na última semana do verão, a chuva marcou presença em Fernandópolis. O acumulado de sexta-feira 10, até ontem, 17, atingiu a marca de 169,6 mm. O mês de março inteiro no ano passado registrou chuva acumulada de 82,3 mm. 
Os dois verões seguidos com acumulado pluviométrico acima dos 700 mm ocorrem após dois anos seguidos de seca, quando o índice de chuva ficou em 296 mm (2021) e 382 mm (2020), conforme dados de registro da estação do Ciiagro – Centro Integrado de Informações Agrometeorológicas -  em Fernandópolis.
O verão deste ano também foi caracterizado por um período de temperatura amenas. A temperatura máxima andou pela média dos 30 graus. As maiores temperaturas registradas foram de 34,8 graus em 27 de janeiro e 34,2 em 28 de fevereiro. No ano passado a temperatura mais alta chegou a 36,2 graus no dia 11 de março e em oito dias, os termômetros passaram dos 35.
No ano, a chuva acumulada de janeiro até agora chegou a 632 mm. No mesmo período do ano passado o acumulado chegou a 698,53 mm.
Mudanças na temperatura oceânica devem levar a um outono e inverno com maior umidade no Brasil. Com o fenômeno climático La Niña perdendo força e as águas do Pacífico ficando mais quentes, a tendência é de maiores volumes de chuva entre abril, maio e junho, principalmente na faixa central do país, com tendência de uma estação mais úmida do que fria.