BASTIDORES

BASTIDORES: 22 de Maio



O 22 DE MAIO...
pelo segundo ano consecutivo segue impactado pela pandemia da Covid-19. Nada de grandes comemorações, de festas como a Expo ou atrações que provoquem aglomerações. As inaugurações previstas pelo Executivo, ocorrem dentro dos protocolos dos tempos pandêmicos que exigem máscaras e distanciamento social enquanto não há vacina para todos.
A PRAÇA...
da Memória, um espaço arborizado e simples, entregue na véspera do Dia da Cidade, junto com o novo Paço Municipal, é um monumento para nunca se esquecer dos mais de 200 fernandopolenses que já tombaram na guerra contra o coronavírus. Uma cicatriz terrível para nossa história.
O ALENTO...
vem das boas notícias de maio como, por exemplo, o anuncio da concessionária Rumo Logística, que protocolou na Prefeitura os projetos dos viadutos para transposição da ferrovia, sonho antigo e que agora caminha para sair do papel. O anuncio resolve dois problemas nos cruzamentos da ferrovia com a Vicinal Carlos Gandolfi e Estrada do Coqueiro.
SUPERAR...
o obstáculo da ferrovia para crescer em direção ao Sul era desejo de 10 entre 10 fernandopolenses. O anuncio dos novos viadutos foi como tirar a última pedra do caminho como, aliás, já havia feito o grupo empreendedor do loteamento Jardim dos Ingleses que construiu o primeiro viaduto para abrir o caminho rumo ao sul e acaba de ganhar a companhia de outro empreendimento o Alto Village Residence Club.  
MAS...
o presente que a população recebe neste mês do aniversário da cidade é, sem dúvida, a inauguração do Max Atacadista. Um presente de R$ 35 milhões que coloca Fernandópolis como um dos mais importantes centros de compras da região. O empresário Ederson Muffato, em entrevista que, você leitor, pode conferir na página 15 desta edição, conta a história desse projeto que desafiou uma pandemia de proporções mundiais e está pronto para abrir as portas.
A FACHADA...
imponente do prédio construído em ritmo acelerado (apenas oitos meses) ao lado da Rodovia Euclides da Cunha, com área construída de 18 mil metros quadrados e que vai gerar cerca de 300 empregos diretos e indiretos, é uma lufada de esperança para os fernandopolenses que andavam cabisbaixos em um período de tantas perdas.
O MAX...
recoloca Fernandópolis como centro de compras de interesse regional num raio de até 150 km, entrando pelo Triangulo Mineiro e Mato Grosso do Sul. Coincidentemente foi erguido bem em frente ao Shopping Center, o último grande e arrojado empreendimento comercial de Fernandópolis da década de 90. Agora é torcer para que o Distrito Empresarial VI, um pouco mais à frente na Euclides da Cunha, possa acompanhar o embalo dessas boas notícias e logo começar a receber as primeiras indústrias.

Equipe A.C.G

  • BASTIDORES

    BASTIDORES

    FOI... o tempo em que os postes da antiga Cesp, que comportavam apenas as redes de energia elétrica e a de...
  • BASTIDORES

    BASTIDORES

    O FOCO... político neste final de semana se volta para a prévia do PSDB que vai definir quem será...
  • BASTIDORES

    BASTIDORES

    A CÃMARA... decidiu mexer na polêmica do teto salarial no serviço público que é...
  • BASTIDORES

    BASTIDORES

    QUASE... 80% dos fernandopolenses já completaram o ciclo de duas doses da vacina contra a Covid-19,...