BASTIDORES

BASTIDORES



RESPONDA...
sem pestanejar. Quantas concessionárias de automóveis estão operando em Fernandópolis? Antes da resposta, não custa lembrar os áureos tempos da Coferauto (Volkswagen), Sarita (Chevrolet), Fermasa (Ford) e Almeidacar (Fiat). 
AGORA...
a resposta . Hoje, acredite, Fernandópolis está apenas com duas revendas de automóveis abertas: Apravel (Chevrolet) e Faria Veículos (Volkswagen). Dessas apenas a Faria Veículos ocupa o lendário prédio da Coferauto. Nos últimos anos, a cidade perdeu as revendas da Fiat e da Ford.
PESQUISA...
em Jales e Votuporanga revela que a situação é motivo de preocupação para os fernandopolenses (leia entrevista do empresário Junior Sequini no Observatório). Em Jales, são quatro revendas: Ford, Chevrolet, Volkswagen e Toyota. E, segundo o preocupado empresário fernandopolense, pode ganhar de volta a Fiat.
O QUADRO...
fica pior quando se olha para nossa vizinha do leste, Votuporanga. Lá, estão instaladas, além da Faria e Apravel, mais as revendas da Nissan Wells, Toyota, Honda Beni Car e Renault Ville. E Votuporanga, também está na bica para ter a Fiat.
A PERGUNTA...
que não quer calar. Por que Fernandópolis não consegue competir com as duas vizinhas? Por que revendas preferem Votuporanga e Jales e não Fernandópolis, principalmente quando se sabe que nossa cidade tem 62 mil veículos registrados aqui, quase um por habitante? É, digamos, uma situação inexplicável.
INCOMODA...
também a demora  na liberação de áreas para o Distrito Empresarial VI. Esse foi um dos temas que justificaram a presença do Secretário de Desenvolvimento Sustentável Wagner Kamyama para sabatina na Câmara nesta semana. Infraestrutura pronta, o que é inédito em Fernandópolis, o distrito ainda depende de laudo da Cetesb.
ENQUANTO...
isso empresários aguardam o momento de tirar da prancheta projetos como é o caso de Maurivon Borges da Silva, de Ouroeste,  que em 2020 anunciou desejo de instalar em Fernandópolis unidade industrial da Aromasil, com abertura de mais de 100 empregos. Até quando, o empresário vai resistir “cantadas” de outras cidades? 
O VEREADOR...
João Pedro Siqueira, durante sabatina de Kamyama, chegou a revelar confidência do prefeito que pensou em acabar com a Secretaria de Desenvolvimento Sustentável porque não pode fazer nada. Desabafo?  Não se sabe, mas na sessão, vereadores apontaram onde está o entrave: PGM – Procuradoria Geral do Município.

Equipe A.C.G

  • BASTIDORES

    BASTIDORES

    PELA... primeira vez, as eleições brasileiras vão contar com a possibilidade de candidaturas...
  • BASTIDORES

    BASTIDORES

    A CÂMARA... é uma panela de pressão no fogo há mais de uma hora, sem água e tampada...
  • BASTIDORES

    Bastidores

    O LEITOR... desolado com a conta do IPVA – Imposto  sobre a Propriedade de Veículos Automotores...
  • BASTIDORES

    BASTIDORES

    JÁ... estamos em 2022 sem ainda sair de 2021. Com a pandemia ainda açoitando a...