BASTIDORES

BASTIDORES: A denúncia



IMPROBIDADE...

Administrativa poderá quebrar a primazia do prefeito André Pessuto, que se gaba de nunca ter sido processado durante o governo. Ao lado de assessores teria cometido ilegalidades ao usar verbas públicas para uso particular. A Prefeitura nega.

NO...

resumo da história, segundo o Ministério Público de Fernandópolis, o prefeito André Pessuto e alguns assessores receberam verbas a título de adiantamento de despesas para custeio de despesas de viagem à cidade de São Paulo em julho de 2018, para tratarem de assuntos de interesse do município.

MINUCIOSO...

inquérito que deu corpo à denúncia do MP apurou que, na verdade, o motivo de tal viagem foi a convenção partidária do então candidato a deputado federal Fausto Pinato, não tendo comparecido o prefeito e seus auxiliares ao Palácio dos Bandeirantes nos dias 26 a 28 de julho.

FOI...

fácil a constatação sobre os contatos da comitiva fernandopolense na Capital. Consultado, o Palácio dos Bandeirantes, e cerca de 30 órgãos do governo estadual deixaram expresso que André Giovanni Pessuto Cândido, Dalilio Marcos Pivaro, Rodrigo Chiacchio Ortunho e Cássio José Constâncio de Araujo não cumpriram agenda junto ao governo estadual nos dias narrados.

O PREJUÍZO...

foi da ordem de R$ 4.300,00 aos cofres públicos. O promotor Daniel Azadinho está pedindo liminar com indisponibilidade dos bens dos envolvidos até o limite de R$ 50 mil, valor dado à ação, para ressarcimento dos cofres públicos, a condenação dos envolvidos, ressarcimento integral do dano, solidariamente, corrigidos monetariamente e acrescidos de juros legais, além da perda da função pública, suspensão dos direitos políticos, pagamento de multa civil e proibição de contratar com o Poder Público.

A DENÚNCIA...

do promotor e as notícias sobre o quadro das postulações eleitorais em Fernandópolis, despertaram atenção dos eleitores que estavam entediados com o marasmo reinante. O final de semana foi recheado com algumas novidades, declaração de pleiteantes e até puxadas de tapete.

ADÉLIA...

Menezes sentiu o golpe. Convicta de que estava com o partido nas mãos, via Comissão Provisória do Republicanos, foi surpreendida (ou não?) com a confirmação do Diretório Estadual da sigla: o pré-candidato a prefeito de Fernandópolis é Renato Colombano. A princípio, a dupla que se formou tinha o acordo de colocar Adélia na cabeça de chapa, e Colombano, de vice. Mudou tudo. Magoada, a ex-delegada de ensino gravou vídeo em apoio a Henri Dias.

NO...

PSDB o clima é de suspense. Com a saída de José Carlos Zambon do páreo, o vereador João Pedro Siqueira, neo-tucano, posicionou-se como candidato a prefeito. O partido está rachado e ao Diretório Estadual caberá decidir quem leva. De um lado, antigos filiados, com Carlos Cabral e Artur Silveira à frente; de outro, novos personagens tentando virar o jogo para comandar a legenda na esfera municipal.  No meio, os interesses do prefeito que conta com o apoio do PSDB para sua reeleição, sob as asas da deputada Analice Fernandes. O que Farinazzo diria?

O ELEITOR...

deve estar se perguntando: e Gilmar Gimenes? O ex-deputado não engole o “assalto” ao partido, e trabalha para fazer valer os votos que já teve em Fernandópolis. Segundo fontes críveis, Gimenes está buscando apoio de lideranças tucanas estaduais, até digerindo mágoas antigas, para garantir que a Comissão Provisória fique com o grupo que realmente representa o PSDB na cidade, e, principalmente, que se identifica com os interesses da cidade.

Alencar Cesar Scandiuzi