BASTIDORES

BASTIDORES: À época



HOUVE...
avanço, quando o Grupo Arakaki anunciou que construiria uma nova represa e um parque ecológico em Fernandópolis. Passado algum tempo, o mesmo grupo recuou. E agora, ao que parece, o empreendimento vai sair do papel. Boa notícia, considerando os tempos bicudos que atravessamos.
PARA...
justificar o recuo, Luizinho Arakaki disse em junho de 2018 que o momento não era “financeiramente oportuno para a empresa”. Que bom que agora, com pandemia e tudo, o grupo esteja em condições apropriadas e disposto a investir. Para Fernandópolis o que importa mesmo é o benefício para a cidade.
À ÉPOCA...
nossa Coluna registrava: “Tudo foi acordado com o município, aprovado pela Câmara Municipal, e faria parte de um projeto sob a chancela de uma PPP-Parceria Público Privada. Seriam extintos créditos tributários (R$ 1 milhão) da Imobiliária Sol Nascente, por meio de dação de pagamento”.
“EM...
contrapartida o Grupo Arakaki, que vai lançar um loteamento na área a partir do recinto da Exposição até o Condomínio Sol Nascente, da Avenida Augusto Cavalim até a avenida Teotônio Vilela, construiria uma represa e o Parque Ecológico Aldeia”. Registramos ainda que com as obras viria a solução da ponte, na avenida que liga Brasilândia ao recinto da Expo.
COM...
entusiasmo o prefeito André Pessutto esteve semana passada nas proximidades do local onde será construída a travessia na avenida Teotônio Vilela, e ao lado de máquinas trabalhando na barreira de contenção, fez live. “Será um dos grandes cartões postais da região”, referindo-se ao grande projeto que se pretende instalar naquela privilegiada área urbana de Fernandópolis.
A EXECUÇÃO...
do futuro empreendimento (ainda sem data para entrega) será precedida de implantação de uma infraestrutura arrojada e cara. Para conhecer o que será feito no local, recorremos aos préstimos do gerente de marketing, Cássio Araujo, e da equipe de obras da prefeitura. São dados que merecem atenção, com um detalhe. a velha ponte que custou processo a agentes públicos e muitos prejuízos a alunos da FEF, agricultores e loteadores será substituída por uma travessia.
COM...
a palavra os técnicos: “Há uma grande vazão do curso d’água sob a Avenida Teotônio Vilela no ponto onde a travessia será executada, uma vez que representa a junção entre o córrego da Aldeia com o curso proveniente da Avenida Getúlio Vargas, o que, obviamente, se agrava nos períodos de precipitação pluviométrica, aumentando a vazão de tal forma a danificar as antigas pontes no local”. 
COM...
o represamento, “que será efetuado em conjunto com as obras de infraestrutura do Loteamento Arakaki, esta vazão será reduzida e controlada através de vertedouros. Dessa forma será possível a execução de travessia em aduelas, que deverá ser construída pelo Município de Fernandópolis, assim que concluídas as referidas obras do loteamento citado”.
SOMENTE...
agora se conhece, então, os problemas da ponte que rolou por força da vazão mencionada. Sem estudos preliminares à época, jogamos dinheiro fora. Que venha, então, a nova ligação,pois uma estrada que um dia foi o único acesso ao recinto da Expo,quando não existia a Avenida Augusto Cavalin, merece,após a inauguração da  travessia,como complemento, o benefício da pavimentação asfáltica, bem como um pedido de desculpas dos políticos, pelo descaso a que foi relegada.

Alencar Cesar Scandiuzi