BASTIDORES

BASTIDORES: A indicação



A INDICACÃO...
do vice a compor a chapa do grupo dominante do poder político de Fernandópolis, que tem na cabeça o prefeito André Pessuto (DEM), está dando o que falar na base governista.

EMBORA...
o nome da empresária Cida Pessoto (PP) tenha ocupado o noticiário nas redes sociais no final de semana, como nome apontado como companheira de Pessuto na chapa majoritária da coligação para a eleição de novembro há divergência por parte de algumas lideranças.

A PARTIR...
do momento em que Pessuto deu a entender que gostaria de trocar o vice, escanteando Gustavo Pinato (DEM), companheiro de 2016, muitos pretendentes surgiram para ocupar a vaga, distribuídos em vários partidos: PSDB, PP, MDB e o próprio DEM.

QUANDO...
o prefeito descartou a possibilidade de bisar o vice Gustavo, dois vereadores viram na decisão uma chance. Eles se somam a outros nomes que vão engolir seco, caso sejam preteridos na hora da escolha do candidato a vice de Pessuto. Não concordam com a chegada de um (uma, talvez) offsider.

E QUAL...
seria o perfil ideal de um candidato a vice? “A propósito, na reportagem de Veja, sob título “A chapa esquentou”, que trata da eleição americana e da escolha de Kamala Harris, para vice do candidato Joe Biden, publicou: “Embora o vice seja, por definição, alguém talhado para viver na sombra, o processo de sua escolha é repleto de nuances”.

PARA...
destacar ainda: “Ele (o vice) tem que ter certa luz própria, mas não pode embaçar a do chefe. Precisa agradar a quem não gosta tanto assim do primeiro da chapa, mas sem desagradar aos que já decidiram votar nele”. A vice para chapa do partido Democrata foi uma escolha como nunca se viu nos Estados Unidos: mulher, negra, de descendência asiática. Kamala é senadora de primeiro mandato.

VOLTANDO...
ao nosso território. O prefeito está deixando uma zona de conforto para entrar num jogo aparentemente complicado. Se repete o vice, contraria claro, alguns; se parte para nova escolha, mesmo com beneplácito de certas lideranças, desagrada outros e poderá encontrar pedras pelo caminho.

MAS...
o prefeito não é nenhum amador em política. Teve bons mestres, e sabe das conseqüências de se dar um passo em falso. O desafio é gigantesco: tocar o carro aqui, decidir o nome do vice, sem trombar com os interesses do Palácio dos Bandeirantes, que conta com o PSDB na chapa majoritária.

Alencar Cesar Scandiuzi