BASTIDORES

BASTIDORES: Corpo a corpo



COMO...

nenhuma campanha pode descurar dos pormenores, os candidatos a prefeito de Fernandópolis estão em campo, saltando obstáculos impostos pelas dificuldades inerentes da disputa, acrescido de um inimigo invisível: o conoravirus.

O CORPO...

a corpo é seguramente o meio de maior alcance junto ao eleitorado. Sem comícios, e outras restrições, os candidatos valem-se da internet para enviar mensagens, e apostam na propaganda eleitoral, pelas emissoras de rádio.

INICIADO...

no dia 9, o horário eleitoral tem sido usado para apresentações de praxe dos candidatos e vices, com foco em capítulos do chamado "Plano de Governo". Algumas alfinetadas no prefeito André Pessuto, mas em nível considerado normal até agora.

NUM...

dos programas, o prefeito André Pesssuto, candidato à reeleição, falou sobre a "prioridade que vai continuar no próximo governo: asfalto e recapeamento". Lembrou que se trata "do maior programa de recapeamento da história de Fernandópolis".

NO...

mesmo dia, no espaço que lhe é de direito, o advogado Henri Dias, candidato pelo PTB, apresentou seu vice, Dr. Avenor Bim, "pessoa humilde e trabalhadora"; O médico-candidato falou de sua trajetória, da carreira, da família e de seus 73 anos de Fernandópolis.

RENATO...

Colombano, do Republicanos, focou em saúde: "nosso principal esforço durante nosso mandato, será a reforma e ampliação da Santa Casa, para poder instalar no mesmo local a UPA, facilitando, assim, o acesso para todos e agilizando o pronto atendimento de urgência e emergência".

TUDO...

caminha para uma situação comum em campanhas municipais, como lembra Edinho Araujo, prefeito de Rio Preto, candidato à reeleição, já conhecido da população. Segundo o Diário da Região, esse é um dos principais desafios dos prefeituráveis, durante a campanha eleitoral: se tornarem conhecidos e apresentar um projeto que possa se contrapor à proposta de reeleição de Edinho.

O QUE...

os três candidatos de Fernandópolis têm em comum? O fantasma da abstenção. Como o jornal mostrou semana passada, de 5. 792 eleitores que não votaram em 2000, saltamos para 12.27l em 2016, crescimento de 111,8%. O que vinha aumentado dentro de um quadro normal, preocupa: como será agora, 2020, com a temível pandemia entre nós?

Alencar Cesar Scandiuzi