Direto da Redação

DIRETO DA REDAÇÃO - Hora da desincompatibilização



DIRETO DA REDAÇÃO - Hora da desincompatibilização

Na próxima quinta-feira, 6 de junho, o calendário eleitoral atinge uma marca importante: estaremos a quatro meses das eleições de 6 de outubro para escolha de prefeito, vice-prefeito e vereadores.

A data é limite para a desincompatibilização de quem deseja se candidatar a prefeito ou a vice-prefeito e ocupa o cargo de secretário municipal. A consequência do não afastamento é ficar inelegível. O prazo anterior vencido em 6 de abril (seis meses antes das eleições) era para secretários que desejariam concorrer ao cargo de vereador. No caso de Fernandópolis, nenhum secretário se afastou para disputar esse cargo. Na prefeitura, expectativa pela desincompatibilização do Chefe de Gabinete Rodrigo Ortunho anunciado como pré-candidato a prefeito pelo “grupão”.

O calendário prevê outros prazos pela frente. O servidor público comum, para ser candidato tanto a prefeito quanto a vereador, são três meses de prazo (6 de julho). E no caso de servidores efetivo, eles se afastam com o direito a vencimento. No caso de cargo em comissão ou de confiança, são os mesmos três meses, mas eles são exonerados, ou seja, vão disputar a eleição sem direito a vencimentos.

BATE PRONTO

- FILA DE PROJETOS – A Câmara de Fernandópolis fecha o primeiro semestre legislativo este mês e tem uma fila de projetos aguardando votação no Palácio 22 de Maio Prefeito Edison Rolim. São três sessões ordinárias, antes do recesso (férias) de julho agendadas para os dias 4, 11 e 18 de junho. Entre os projetos, o da LDO – Lei de Diretrizes Orçamentárias – que precisa obrigatoriamente ser votado, sem o que o legislativo não pode entrar em recesso no mês de julho.

- O RETORNO – Quando os vereadores retornarem às sessões legislativas em agosto, o quadro político para as eleições 2024 já estará definido. Já se saberá quais vereadores estarão confirmados na disputa para o cargo de prefeito ou vice-prefeito e quem vai disputar a reeleição. A primeira sessão ordinária em agosto será no dia 6, um dia após o término de prazo das convenções partidárias para escolha dos candidatos. Aliás, as convenções ocorrem entre 20 de julho e 5 de agosto.

- TEM DATA – O prefeito André Pessuto foi às redes sociais para anunciar que a inauguração da revitalização da Represa Beira Rio será no dia 15 de junho. Depois do desassoreamento restabelecendo o espelho d´água original, o entorno da represa ganha ciclovia, pista de caminhada iluminada e outros equipamentos de lazer.

FOTO DA SEMANA

FOTO DA SEMANA

A imagem enviada por leitor mostra o  pouco caso das empresas de internet e telefonia com a cidade e a população. Não bastasse a bagunça que instalaram na rede elétrica da cidade, com o emaranhado de fios, a população ainda tem que conviver com o abandono dessa fiação ao “Deus dará”. A foto foi registrada por morador no bairro Morada do Sol, indignado com a situação. E isso se repete por todos os bairros e até no centro. Parece uma terra sem lei...

POSITIVO

A força do voluntariado não tem medidas em Fernandópolis. Duas entidades são exemplo de que um sonho que se sonha junto vira realidade. No último final de semana, dois acontecimentos marcantes: a inauguração da nova sede da AVCC que impressionou a todos e que foi construída em dois anos graças ao espirito solidário dos fernandopolenses. De outro, o Instituto Sonhadores, entidade que nasceu embaixo de uma árvore e hoje tem sua sede para atender crianças e adolescentes. A mais recente conquista é o “Certificado de Reconhecimento de Instituição Cultural do Estado de São Paulo”.  Orgulho para os fernandopolenses.

NEGATIVO

Moradores andam insatisfeitos com o serviço de coleta de lixo e de recicláveis na cidade. No primeiro caso, a queixa é antiga. Funcionário da empresa vai a frente amontoando o lixo nas esquinas para facilitar a coleta. Só que o tempo entre amontoar e coletar está gerando problemas. Animais rasgam sacos de lixos e na coleta, o que é espalhado não é recolhido. No segundo caso, da coleta seletiva, um empresário do centro da cidade colocou todo o material reciclável para ser recolhido, o caminhão passou, mas não coletou. Estava com pressa por que o semáforo estava aberto. Está na hora da prefeitura cobrar melhor qualidade de serviço da concessionária.

Claudemir Cabreira

Jornalista.