Caderno Viva

Santo Casamenteiro



Image alt

O ‘Santo Casamenteiro’ como é conhecido Santo Antônio de Pádua, aqui no Brasil, celebra seu dia amanhã, 13. Apesar de popularmente ser conhecido como casamenteiro, Santo Antônio também é conhecido como protetor dos pobres e o auxílio na busca de objetos ou pessoas perdidas. Em Fernandópolis a comunidade do Corinto ergueu uma Igreja em louvor ao Santo.
O título de ‘casamenteiro’ surgiu pois em certa ocasião intercedeu por uma jovem que teria conseguido fazer um ótimo casamento. A história conta que Santo Antônio teria atendido aos rogos de uma moça que para casar precisava de um dote. Ela teria recebido de Santo Antônio um bilhete para entregar a um determinado comerciante. O bilhete dizia que o comerciante desse à moça moedas de prata segundo o peso do papel. Pensando que o papel pesaria muito pouco ele aceitou. Mas foram necessários 400 escudos da prata para que a balança chegasse ao equilíbrio. O comerciante lembrou-se de uma promessa que havia feito a Santo Antônio e não havia cumprido: dar 400 escudos de prata. A jovem recebeu a quantia e pôde assim casar-se.
Além da história, o padre Valdair Aparecido Rodrigues, pároco da Comunidade Santo Antônio, de Fernandópolis, destaca que o santo não promovia casamentos para ter esse título. “Ele fazia a preservação das famílias e supria as crises familiares para manter o casamento. Santo Antonio salvava os casamentos com seus ensinamentos, pregações e sua língua afiada para o Evangelho”.
A fama de casamenteiro rendeu diversas crenças populares e ‘simpatias’ para que as moças solteiras encontrem um bom casamento. Entre elas, as mais conhecidas são: virar o santo de cabeça pra baixo, tirar o menino Jesus de seus braços, encontrar a medalha ou imagem no bolo, colocar a imagem do santo no congelador, entre tantas outras. O padre Valdair costuma aconselhar as moças que buscam um casamento a interceder pelo santo. “É preciso pedir intercessão de Santo Antônio para ser abençoado por Jesus Cristo para que o casamento seja fonte de felicidade”, aconselha o pároco.
Amanhã, 13, dia de Santo Antônio, acontece a celebração de duas missas, às 8h30 e 17h30 na Comunidade e durante todo o dia o Santíssimo ficará exposto ao lado da imagem do santo para que os fiéis possam visitar e fazer suas orações. “Durante as missas haverá a tradicional bênção dos pães que serão distribuídos ao final de cada celebração, assim como Santo Antônio o fazia”.
Além da distribuição dos pães, a comunidade também está com a campanha de venda dos ‘Bolinhos de Santo Antônio’ que tem como objetivo arrecadar recursos para a manutenção dos projetos de caridade da comunidade. Cada kit com 5 bolinhos é vendido pelo valor de R$ 10 e pode ser encomendado pelos telefones 99702-5968 / 98100-8798.